Antologias Japas - Young Ace

0
  • segunda-feira, 19 de dezembro de 2011
  • Robert Reis
  • Marcadores: , , , , , ,

  • Dae pessoal! Primeiramente já peço desculpas pela péssima qualidade do logo da antologia de hoje aí em cima! Não consegui encontrar apenas o logo na internet então eu limpei o que deu em um qualquer que eu consegui encontrar! Depois com mais trabalho, se der tempo, eu posto uma imagem com qualidade melhor, promessa de escoteiro! MWAHAHAHA! Em segundo eu gostaria de dizer que eu troquei o nome do blog como você que entrou hoje aqui e pensou que encontraria os explosivos casuais nas páginas deve ter reparado. Eu fiz isso, pelo simples motivo de achar o outro nome escroto! Daí eu tive a proeza de conseguir achar um mais escroto ainda e fuder com a porra toda de uma vez! Podem bater palmas pra minha imbecilidade! E é isso, a antologia que falarei hoje já teve a resenha de um de seus mangás aqui Blood Lad por Yuuki Kodama! A antologia japa de hoje é a Young Ace.


    A Young Ace é a revista voltada pra público Seinen da editora Kadokawa Shoten. O engraçado e algo que nunca entendi é o porque de as revistas voltadas para os adultos se chamam Young *alguma coisa* se Young designa jovens. Acho eu que é porque não é feito pra adultos tiozinhos, esses tem o Gekiga, se não me engano, então são para jovens adultos... É isso aí, aproveitei pra tira a dúvida de alguém também! Hehe!

    A periocidade da revista é mensal e sua primeira edição foi ao ar (WUT) no ano de 2009, em julho. Por lá passaram obras conhecidas de nós brasileiros, como Neon Genesis Evangelion, que é um dos alvos principais dos haters anti-cultismo dos mangás, por ter uma carga dramática considerada densa e ter uma questão psicológica em enfoque envolta da trama, que envolve muito dos sentimentos quanto aos relacionamentos entre as pessoas. O que significa que alguém tá com raivinha de alguém nessa história. Começou a ser publicado aqui pela JBC e agora está nas mãos da Conrad. O mangá ainda está em andamento e é de autoria de Hideaki Anno.


    Outra obra trazida pela Conrad que já é conhecida do pessoal por aqui é Delivery Service of Corpse ou Kurosagi Shitai Takuhaibin, que é a mesma merda só que em japonês. Que conta a história de cinco estudantes que são da Delivery Service of Corpse e são incubidos da árdua tarefa de encaminhar a alma penada de pessoas com assuntos inacabados "vulgos fantasma" e trazer paz ao seus espirítos pela forma que for necessária. A história é de autoria de Eiji Otsuka e a ilustração é feita por Housui Yamazaki! Consiste em 12 mangás, sendo que aqui no Brasil tem apenas até o 3º somente encontrado na COMIX. Tem também o spin-off de Mirai Nikki, Paradox que conta a história de um modo diferente em alguns eventos e onde o Primeiro e o Segundo são incapacitados pra alterar a linha temporal da história.


    Além desses há também MD Psycho e Summer Wars que também fizeram um relativo sucesso. Em geral, as séries da Young Ace são de garotas bonitinhas que terão animes altas horas da madrugada e toneladas de produtos lincesiados e direitos de imagens maiores do que o do Neymar. AO que parece, Neon Genesis Evangelion leva a revista nas costas, pelo fato de a maioria dos outros títulos não fazerem jus à Neo Eva em grandeza e só por esse mangá que os consumidores compram a revista. E o post de hoje é isso espero que tenham gostado e que leiam Neon Genesis Evangelion (Ou não)! Sem mais! See ya! *voltando pra ler Pluto enquanto ouve Metallica*

    0 comentários:

    Postar um comentário

     
    Copyright 2011 OtaKrazy Blog