MangaGods - Eiichiro Oda

0
  • quinta-feira, 22 de dezembro de 2011
  • Robert Reis
  • Marcadores: , , , , , , , ,
  • Dae pessoal! Hoje estou tão no ócio no meu serviço quanto ontem! Se deixar, até mais. Buuuut, eu tenho esse blog pra acabar com o meu tédio, né memo rapá? Então bora fazer uma postagem que vai tirar meu tédio, e de repente pode tirar o de vocês também, com uam das séries de postagens mais tchongas e infinitas desse blog. MangaGods de volta! O cara de hoje é famoso por tirar drama de um mangá de luta, e de uma forma Supper Effective. Seus traços tem aquela qualidade típica de mangás shounen, não que isso seja ruim, mas por ser direcionado para jovens que querem na realidade ver sangue e não realidade, fica meio caricato. Mas o caricato dele é bem feito e arredondado. Seu traço é muito bom. Ele é considerado o quinto mangaká mais adorado, preferido, estrelhinha do Japão, dividiu lugar com o Yoshihiro Togashi, que é nada menos que o criador de Hunter x Hunter e Yu Yu Hakusho. Esse cara é fera, eu me sentiria orgulhoso de dividir o quinto lugar com esse outro MangaGod. O mangaká de hoje é o criador de One Piece, Eiichiro Oda.


    Bora lá pegar a sinopse dele lá na Wikipédia! Enquanto criança, Oda foi inspirado por vikings e aspirou se tornar um mangaka. Ainda novo, ele enviou um personagem chamado Pandaman para um mangá clássico de Yudetamago, Kinnukuman, que não apenas foi utilizado em um capítulo do mangá, mas mais tarde retornou como figurante recorrente nos trabalhos do próprio Oda.

    Com 17 anos de idade, ele enviou seu trabalho Wanted! para publicação e ganhou diversos prêmios, incluindo o segundo lugar no cobiçado Prêmio Cultural Osamu Tezuka. Isso propiciou-lhe um emprego na revista Weekly Shonen Jump, onde inicialmente trabalhou como assistente da série de Shinobu Kaitani Suizan Police Gang, logo em seguida indo trabalhar com Masaya Tokuhiro, auxiliando-o nos títulos Jungle King Tar-chan e Mizu no Tomodachi Kappaman, que lhe deu uma influência inesperada no seu estilo artístico.

    Aos 19 anos, ele trabalhou como assistente de mangaka, juntamente a Hiroyuki Takei, criador de Shaman King, para Nobuhiro Watsuki no também famoso mangá Rurouni Kenshin. Durante esse período, ele desenhou duas histórias de pirataria curtas, chamadas "Romance Dawn", onde se inspirou para criar One Piece. Em 1997, One Piece apareceu pela primeira vez na revista Shonen Jump e rapidamente se tornou um dos mangás mais populares do Japão.

    São notórias algumas homenagens feitas pelo autor a alguns ídolos refletidas no seu trabalho. Exemplos disso são nos nomes de personagens como Marshall D. Teach (o nome verdadeiro do rapper americado Eminem é Marshall). Há também outras referências aos seus ídolos não somente quanto à nomes, mas também aparências: o design, por exemplo, dos vilões de One Piece, Enel, Jango e Spandam são, respectivamente, homenagens a Eminem, Michael Jackson e possivelmente ao WWE Wrestler, Mankind.

    Oda também teve sua participação no anime One Piece onde ele deu voz ao personagem "Odacchi" - apelido pelo qual o próprio Oda é conhecido - num curta temático de futebol que foi ao ar junto ao 3º longa da série.

    De acordo com uma entrevista de Oda para a Shonen Jump, seu vilão favorito de One Piece é Buggy, o Palhaço. Ele chegou a brincar que Buggy foi literalmente juntado de qualquer jeito, numa referência ao poder de Akuma no Mi atribuído ao personagem.

    Sua maior influência é Akira Toriyama, criador de Dragon Ball e Dr. Slump.

    Em 2007, Oda desenvolveu para a Shonen Jump, em parceria a Toriyama, uma história curta, composta por apenas um capítulo (one-shot) chamada Cross Epoch, na qual era feito um crossover entre personagens das mais famosas séries de ambos, One Piece e Dragon Ball.


    Agora falaremos de seu mangá de maior sucesso de todos os... 1! Cross-over não conta! ONE PIECE!!
     O mangá começou a ser lançado de forma seriada na edição 34 (1997) da revista Weekly Shonen Jump, publicada pela editora Shueisha, enquanto a adaptação para anime produzida pela Toei Animation estreou apenas em 1999. Eiichiro Oda originalmente planejou One Piece com duração de cinco anos, e ele já havia planejado o final; contudo, a história tem continuado muito além das suas expectativas.
    Sua origem vem do mangá Wanted! - Oda Eiichiro Tanpenshu, no qual Eiichiro Oda criava histórias individuais a cada capítulo. Em Romance Dawn, o 5º e último capítulo surgiu Luffy, o qual teria se tornado um pirata para seguir os passos de seu avô (do qual teria ganho seu chapéu de palha na história original). Nami também aparece, com o nome de Anne, a qual posteriormente ainda se chamaria Shiruku (no piloto de One Piece, também designado como Romance Dawn). One Piece é recentemente o mangá mais vendido na história da Weekly Shonen Jump, e é atualmente o título mais popular. Em 2009, Shueisha anunciou que vendeu 176 milhões de volumes do manga One Piece até agora, tornando-se o mangá mais vendido na história. No último ranking dos top 100 Animes da TV Asahi, One Piece conseguiu ficar na 6ª colocação. O volume 23 (equivalente ao 46 no Brasil) do mangá One Piece foi a revista de maior vendagem no Japão de todos os tempos, antes da publicação de Harry Potter e o Enigma do Príncipe. O mangá atingiu 640 capítulos até o presente momento nos lançamentos semanais. One Piece também mostra sua força no sistema de votação chamado Toc Weekly Shonen Jump onde os japoneses elegem os 20 melhores mangás referentes aos capítulos. Nos últimos 2 anos One Piece não saiu do top 3 nestas votações. O dublador do Luffy é o Vagner Fagundes.

    O enredo de One Piece começa quando Gol D. Roger, o rei dos piratas, declara que seu tesouro escondido, o "One Piece", será de quem conseguir achá-lo, começa a era dos piratas. Vários bandos e novos piratas perigosos surgem e organizações se formam. Vinte e dois anos depois da execução de Roger, o interesse em One Piece diminuiu exponencialmente. Muitos desistiram da idéia de obtê-lo por achar isso impossível e outros questionam a veracidade de sua existência. Entretanto, os piratas ainda representam uma grande ameaça para a vida dos cidadãos de diversas partes do globo e a Marinha se tornou o efetivo dispositivo de supressão ao fenômeno. Mas essa lacônica mudança não demove o espírito aventureiro dos Piratas do Chapéu de Palha, que começam a sua jornada através da Grande Linha, onde o fervor da Grande Era dos Piratas ainda é forte, em busca do tesouro de Roger. Embora os Chapéus de Palha freqüentemente encontrem-se em apuros com outros piratas, eles ainda estão sofrendo com a perseguição do Governo Mundial e da Marinha, e atualmente todos os membros tem cabeça a prêmio!

    Abaixo as primeira e ultima aberturas de One Piece do longo de seus mais de 200 episódios! '-'b

    Primeira Abertura de One Piece - We Are

     Décima Quinta Abertura de One Piece - We Go! 

    E é isso por hoje! Um post rápido que nem expressa toda a grandiosidade da obra de Oda, mas que pode ser conferida melhor em qualquer blog animístico por aí, com certeza! Sem mais! See ya!

    0 comentários:

    Postar um comentário

     
    Copyright 2011 OtaKrazy Blog