REVIEW - Patins, Sangue, Fanservice, Lolicons e Bananas nanicas - Air Gear

0
  • domingo, 4 de dezembro de 2011
  • Robert Reis
  • Marcadores: , , , , , ,
  • Dae pessoal! Hoje falarei sobre meu mangá favorito atualmente, e talvez sempre será, porque ele é muito foderoso. E ainda tem herege que não gostam das histórias do Oh! Great. Beleza que tem fanservice, mas não é a um nível que a história toda é sustentada a base de pantcharia a um nível de esquecer do enredo. Muito pelo contrário, cabrón. Essa foi uma das histórias mais empolgantes que eu li de todos os gêneros de literatura que existem. Só pra deixar claro, na minha opinião, quadrinhos são literatura também e não ligo pra o que os outros acham disso. MWAHAHA! Não só o plot é bom, mas o desenvolvimento que o Great-sensei deu pra história é épico. A história começa de um jeito que a gente pensa que vai ser uma comédinha interessante, mas logo no primeiro capítulo o protagonista toma uma porrada no meio das pernas e então descobrimos que será uma história séria quando aparecem os primeiros vilões. Tomara que vocês se divirtam lendo esse post como eu me divertir lendo o mangá. Nunca ví um mangá tão nindjá quanto esse. Hoje vou falar de Air Gear.




    Air Gear é uma das duas obras famosonas do mangaká Oh! Great, o qual já falei >aqui<. AIr Gear e Tenjou Tenge foram as duas obras dele que MAIS fizeram sucesso. Tenjou Tenge foi finalizado ano passado com 22 volumes encadernados. Air Gear, então que ainda vem sendo publicado, é a atual maior obra do autor, que vem sendo publicado desde 2003 e conta atualmente com 33 volumes encadernados. Tem bastante porque parece que o Oogure-sensei tá bem inspirado pra escrever essa história, apesar de algumas pequenas pausas no meio do caminho, a série vem se mantendo sempre com um bom ritmo de publicações, um tanto que pelo menos não deixa os fãs morrendo de vontade a ponto de esfaquear o guardinha da Kodansha (Air Gear é da Shonen Magazine) pra furtar furtivamente (Fala isso 7 vezes bem rápido) um exemplar da nova Shonen Magazine. Ainda não chegou a esse ponto.... Ainda! MWAHAHAHA! O mangá também tem ótimas reviravoltas! É possivel ver umas três ou quatros reviravoltas por capítulo quando a coisa tá frenética. Um exemplo <Alerta de SPOILER mod: on> Na batalha contra o Nike o Onigiri era uma zebra gorda e todo mundo tinha que admitir isso, mas ele ficou muito forte com um poder de luta em torno de 300 e lutou pau a pau (Ui!) com o Nike. O Nike por sua vez, não queria perder pra um porco pervertido e acabou com a brincadeira! Primeira reviravolta na história. Mas apareceram o Kazu e o Aeon Clock e começaram a dar um pau juntos no Nike (Ui!²) e essa foi a segunda reviravolta. Não satisfeito, o Nike fica fodão denovo e mata o Aeon Clock e dá uma surra com gosto de gás no Onigiri, deixando o Kazu na posição de Kibadashi, como diria o meu pai (Não me perguntem, só sei que é engraçado falar isso) e essa foi a terceira reviravolta. Mas o Kazu se recuperou e deu uma surra da vitória no Nike, sendo essa a quarta e ultima reviravolta, só com esses personagens. Ainda tinham a luta entre o Buccha e o Orca, a luta do Ikki e sua gangue contra o Nue e a do Agito/Akito/Lind/Gazelle e seu pai contra o Arthur e o bichinha lá. E essas também foram lutas sagazes. <Alerta de SPOILER mod: off>





    Vamos à sinopse da bagaça: Minami “Ikki” Itsuki, é um jovem de 13 anos, estudante e delinquente juvenil. Também conhecido como o "imbatível baby Face", Ikki é o líder de uma gangue juvenil chamada de "Gunz do Lado Leste". Após ser humilhado por uma gangue de Storm Riders chamada de Skull Saders, tanto seu orgulho quanto sua reputação na escola é manchada. Ao retornar para casa, ele descobre um segredo envolvendo suas benfeitoras, as irmãs Noyamano. As irmãs pertencem a um grupo notório de Storm Riders chamado Sleeping Forest. Determinadas a ajudar Ikki a recuperar sua confiança, elas lhe entregam um par de Air Tracks (AT). Eventualmente Ikki resolve as diferenças com os Skull Saders, mas ao mesmo tempo ele recebe mais que a simples sensação de revanche. Determinado a experimentar a sensação única de "voar", ele aos poucos vai penetrando cada vez mais no intrincado e perigoso submundo dos Storm Riders.
    Aos poucos, as ações de Ikki atraem o interesse de outros Storm Riders, entre eles, Simca, o "pássaro migratório", que acredita poder guiar nosso herói ao trono de "Sky King" (Rei dos Céus), a mais alta classificação entre os Storm Riders. Nos seus progressos, Ikki acaba formandos com seus companheiros o seu próprio time (a sua própria equipa), o Kogarasumaru.

    Obrigado mais uma vez Wikipédia.


    E é isso aí pessoal, agora fiquem com o encerramento do anime de Air Gear, que vocês podem ver no outro blog que eu escrevo, o Jornada de Jack, bem aqui, que tenho total desprezo, por estragar o começo do mangá. Sem mais! See ya!


    0 comentários:

    Postar um comentário

     
    Copyright 2011 OtaKrazy Blog